Bruno de Carvalho 1-0 croquete, monocelha, oportunista

Sabendo de antemão que só iria existir um debate, esperava outra coisa do que aquilo que se passou ontem. Uma primeira nota sobre os dois candidatos:

  • Bruno de Carvalho: apresentou números, falou do que quer CONTINUAR a fazer e a melhorar. Neste aspecto até falou dele próprio;
  • Pedro Madeira Rodrigues: Péssimo. Primeiro a táctica do Trump em achar que já está lá dentro antes das eleições, depois o desconhecimento total do que se passa no clube, da irritante forma como diz “sabe, eu falei com pessoa tal e ela não está satisfeita” que deu a sensação de que ninguém gosta de BdC. Falou de alguns nomes,  de algumas ideias mas não da forma como as pretende implementar.

Vamos então resumir o debate:

  • Bruno de Carvalho bem eu falar dos números e do quanto crescemos financeiramente, do que foi construído, das obras de fundo que foram feitas às nossas instalações (estádio, academia, pavilhão, pólo EU e multidesportivo), das modalidades inauguradas neste mandato, do crescimento da qualidade das maiores modalidades, e das outras onde estamos muito bem;
  • Pedro Madeira Rodrigues parecia uma cão raivoso. Já percebemos que ele quer devolver os títulos ao Futebol Profissional, que aliás era a única matéria que tinha estudado para o debate. Mas depois afirma coisas que me provocaram uma vergonha alheia monumental, tais como:
    • “Os sportinguistas têm uma capacidade financeira ligeiramente superior aos nossos rivais” – esta afirmação está impregnada daqueles salgados denominados croquetes. Ou seja, ele quer aproveitar-se dos adeptos.
    • “Saber comunicar ‘nesses’ facebooks, nesses instagrams” – exacto, simplesmente fechar portas mesmo às redes sociais que isso não é chique.
    • “Lembro-me de numa assembleia ter falado, não sei sobre o quê, de forma ordinária e tive de sair” – nem do motivo que o levou a sair da assembleia sabe descrever.
    • “Ainda ontem tive em Londres…”, “Ah, mas tive no Kuwait” – o homem deu a volta ao mundo para falar com toda a gente, caraças!
    • “Os próprios funcionários do Sporting estão comigo nestas eleições” – com jeitinho até diria que estavam todos com ele, inclusivé eu. Mas não filho.
    • “Sabe, eu joguei aqui no Sporting, sei o que é viver o Sporting” – 3 anos deram-te um traquejo do caralho, realmente.
    • “Disseram-me…”, “Ouvi dizer…”, “Fui mal informado…”, “Eu li no Facebook…” – falar por ele é que é mentira. Que anedota!

É pena que só tivesse havido uma alternativa para fazer oposição ao BdC. Seria interessante ter uma luta de ideias melhor, com propostas interessantes para os vários temas da actualidade Sportinguista. Mas saiu um gajo que quer poleiro, que acha que só saberá alguma realidade do Sporting quando lá chegar. Mas também digo: a estratégia dele foi a de tocar nos pontos que as pessoas menos informadas podem ter em consideração. Uma pessoa que não esteja atenta, vai ouvir o discurso do PMR e achar que esteve super correcto e tocou nos pontos fundamentais. Mal sabem eles que o Sporting gere muita gente, muitas modalidades e tem umas finanças por cuidar.Além de que com ele iremos ter um Sporting voltado para a elite, o pobre não entra.

Bruno de Carvalho, voto já.

imagem

Até os rivais falam de roubos

Fala-se aí de uma polémica relativamente às palavras da senhora Ana Oliveira, Coordenadora do Atletismo do benfica. Sinceramente, de tudo o que disse, nem tudo é polémico.

Primeiro, o facto de ela não ter dados os parabéns ao Sporting pela conquista do campeonato nacional de pista coberta é-me indiferente, porque isto do fair play é bonito para inglês ver. Fica sempre bem e tal mas não me chateia que não dê os parabéns ao Sporting. Eu também não o faço ao contrário, e em consciência.

Segundo, a dita senhora diz:

O Marcos Chuva não pode ficar associado a esta prestação menos boa do Benfica. Mas a verdade é que vínhamos para ganhar, tivemos o mesmo número de vitórias do Sporting e perdemos por cinco pontos e, se o Chuva não tem esta lesão, teríamos ganhado a competição.

Temos pena amiga. Lesionou-se sozinho, não foi lá ninguém dar uma marretada.

Terceiro, acusa o Sporting de ter roubado atletas importantes este ano, considerando isso um acto “menos desportivo” e acaba dizendo:

(…) só gente de bem e conhecedoras da verdade desportiva e daquilo que são as leis morais da vida é que pode avaliar o significado e a possibilidade de consequência grave que estas decisões da federação podem vir a ter no futuro.

Decisões, entenda-se, a de autorizar transferências. Mas o que podemos deduzir destas palavras é que além de não ter gostado de perder (quem gosta, não é?), esqueceu-se das vezes que nos roubou atletas ao longo destes anos, inclusivamente este ano com o caso do Rui Silva. Mas a memória é curta quando se está do outro lado ou quando é mais conveniente.

imagem

Sai uma “Dobradinha” para o eterno Moniz Pereira!

Conquistámos o Campeonato Nacional de Atletismo de Pista Coberta e podemos reter alguns pontos:

  • Vencemos em Masculinos, o 17º título em 24 edições;
  • Vencemos em Femininos, o 22º título em 24 edições;
  •  A classe masculina ficou com 104 pontos, mais 5 pontos do que o segundo;
  • A classe feminina ficou com 108 pontos, mais 21 pontos do que o segundo;
  • Vencemos 7 das 13 competições no primeiro dia;
  • Vencemos 10 em 15 competições no segundo dia;

1º dia

Masculinos Femininos
60m – Ancuiem Lopes, 6,74s 60m – Lorene Bazolo, 7,35s
1500m – Emanuel Rolim, 3.45,25min Salto em altura – Anabela Neto, 1,81m
5000m marcha – João Vieira, 19.32,08min Salto em comprimento – Patrícia Mamona, 6,28m
Salto em comprimento – Nélson Évora, 7,32m

2º dia

Masculinos Femininos
60m barreiras – Rasul Dabó, 7,89s Triplo salto – Patrícia Mamona, 14,13m
800m – Sandy Martins, 1.53,55min 800m – Salomé Afonso, 2.07,40min
3000m – Hugo Correia, 8.27,22min Salto à vara – Marta Onofre, 4,20m
Triplo salto – Nélson Évora, 16,55m 3000m – Ana Mafalda Ferreira, 9.43,70min
Lançamento do peso – Jessica Inchude, 16,16m
4x400m – 3.41,86min

atletismo_campeoes.jpg

Obrigado Sporting Clube de Portugal!!

A farsa que é o nosso futebol!

wp-image-946470183jpg.jpg

Que bom que é regressar a Alvalade.

Mais logo um encontro nas roulotes, com a malta toda junta, a viver o Sportinguismo que nos une e faz com que não desistamos do grande Sporting Clube de Portugal. Aliás, é por este motivo que não encontramos paralelo no nosso país.

Esperemos que a roubalheira não venha (uma vez mais) ter connosco porque já deu para perceber que agora partilha-se os favores por dois clubes para ver quem benefica mais com isso. Mas o estado do nosso futebol já é mais do que conhecido, por isso espero que haja bom futebol porque farto da farsa que se vai vivendo na nossa praça estou eu.

Juntem-se a mim e vamos encher Alvalade!

Eleições do Sporting vs Trump

Resultado de imagem para election cartoon

O CM é aquele jornal que precisa encher as páginas, independentemente da quantidade de notícias verdadeiramente indispensáveis. Então, como sabemos, vai haver eleições do Sporting dia 4 de Março e estes belíssimos jornalistas acharam por bem fazer uma sondagem – até aqui tudo bem, aliás, é o normal em qualquer eleição. O que me faz confusão é que tenham interesse em ir procurar uma sondagem junto de adeptos de outros clubes, e que haja realmente adeptos que tenham uma opinião sobre isto. Se me viessem perguntar que presidente quero para os outros rivais, diria que não tinha opinião. Não me interessa rigorosamente para nada saber quem poderia presidir os rivais!

Os resultados são os seguintes:

Adeptos do SPORTING

BdC – 40.2%
PMR – 36%
Sem opinião – 23.9%

adeptos do porto

BdC – 29%
PMR – 35.5%
Sem opinião – 35.5%

adeptos do benfica

BdC – 24.4%
PMR – 40.1%
Sem opinião – 26.5%

outros adeptos

BdC – 16.2%
PMR – 42.3%
Sem opinião – 41.5%

O PMR parece o Trump. E se estes dados são correctos (CM não é de fiar) podem acabar com o desporto porque há gente demasiado doente nele, sobretudo os adeptos.

imagem

 

 

Que candidato é este?

Temos isto, não é?

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FSempreNaFrenteOficial%2Fposts%2F1217809814981923%3A0&width=500

E depois isto.

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fnsportinguistabraga%2Fposts%2F620842014783081%3A0&width=500

Todos os dias cava mais um bocadinho o buraco, e preocupa-me que ainda assim haja quem o segure cá em cima. Não o consigo ver como uma opção válida.

João de Deus, Obrigado!

Comunicado por João de Deus

A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD informa que, por mútuo acordo, procedeu à rescisão do contrato com o treinador João de Deus.

A Sporting SAD agradece o trabalho desenvolvido por João de Deus desde a época 2014/2015 e o papel determinante que o treinador teve no desenvolvimento de vários atletas do Futebol do Sporting CP.

A Sporting SAD deseja a João de Deus as maiores felicidades pessoais e profissionais.

site do Sporting

Sou da opinião que os treinadores devem manter-se até que o estado de graça acabe, porque entrando numa curva descendente da carreira dentro de um clube, naturalmente é meio caminho andado para começarem também eles a desmotivarem – foi o que aconteceu a João de Deus. Gostava dele mas já não tinha condições.

Confesso que treinar a equipa B não seja fácil, porque os jogadores vão e vêm (quando vão e vêm), saem e entram novas caras constantemente, demasiada rotatividade para tantos jogos (o que privilegia) mas isso para criar estabilidade numa equipa e, sobretudo, no trabalho do treinador, é complicado.

Quanto ao falado fim da equipa B, caso desça, resta-me apenas concordar por uma razão: rodar jogadores num CNS não é a mesma coisa que na segunda liga, quer em termos de dificuldade, quer em termos de jogos, tudo.

Mas também à distância, abro o debate:

  • Rodar jogadores na equipa B ou emprestar a clubes de primeira e segunda liga ou estrangeiro?
  • Será que vale mesmo a pena as equipas B?
  • Vale a pena haver uma liga com tantos jogos como a segunda liga?

Bom resto-de-semana.